Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

Há quem não goste de dezembro...

por aspalavrasnuncatedirei, em 09.12.18

Natal.png

 

… Há quem não goste de dezembro... pessoas que por uma razão ou outra não se deixam tocar pela magia deste mês, que têm uma carapaça tão dolorida e tão dura que nada nem ninguém a consegue amolecer ou quebrar. Muitos são os que não se deixam embalar pelos cânticos natalícios porque aos seus ouvidos não chegam os doces acordes daqueles que amam e só a melodia do silêncio lhes atravessa o coração. Há quem não consiga sentir felicidade quando as luzes da árvore de Natal se acendem porque há muito que o brilho da alegria se extinguiu dentro delas. Há aqueles que não sentem qualquer prazer na doçura das rabanadas ou bolo rei, simplesmente porque a fome é um lugar comum todos os dias. Tantos avós por aí que não têm uma mesa farta à espera dos filhos e dos netos, avós que não precisam ter trabalho a rechear perus e fritar azevias e avôs que não precisam perder tempo a escolher os vinhos, simplesmente porque a vida se encarregou de levar os seus herdeiros para longe e é noutras casas, com outras pessoas que se sentam à mesa. Tantos e tantos são aqueles que não têm nenhum presente porque a vida se encarregou de lhes embrulhar os dias de tal forma, que uma fita estranguladora os ata com um laço. Quantos pais vivem na metade esta quadra? A parte que lhes coube na partilha legal de um casamento que se foi e a quem um juiz decretou por sentença régia que todos os anos só teriam direito a meio Natal? E os filhos? Esses sofrem porque ilusoriamente os adultos acham que ganharam a celebração a dobrar... Sim, há quem não goste de dezembro...porque o fio do fim dos dias se encarregou de levar quem tanto se ama, nos privou do seu lugar à mesa, do nome no embrulho, do abraço apertado, do sorriso carinhoso e que sem isso, não é possível celebrar. Há quem não goste de Dezembro...

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D

Favoritos