Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

Chegada à Estação

por aspalavrasnuncatedirei, em 01.10.15

trains-quotes-1[1].jpg

Do lado de fora da janela, a vida passa muito depressa. Surgem imagens disformes de pessoas, paisagens, tudo num corrupio na voragem da velocidade. O meu coração segue um ritmo ainda mais vertiginoso do que este Alfa Pendular, porque sabe que quando chegar ao destino, se vai encontrar com o teu.

Ao longe uma voz anuncia a proximidade de estação e a minha pele arrepia-se de excitação e nervosismo. O comboio para…e o mundo inteiro se agita. Por todo o lado há rebuliço, cheiros desagradáveis de freios, gargalhadas de quem também há muito tempo não se via, pessoas apressadas para chegar a casa, nuvens de fumos projetadas pelos cigarros.

Desço da carruagem e tudo à nossa volta se silencia… Vejo-te ao longe de camisa azul, mãos nos bolsos, óculos escuros e um sorriso iluminado de menino. Não existe nada naquele instante que não seja o brilho dos meus olhos que já encontraram os teus, não existe nada que não seja os nossos corações, a bater em uníssono. Com as pernas trémulas caminho na tua direção e tu, com passos decididos, caminhas até mim.

Quando finalmente nos encontramos a respirar no mesmo espaço, os nossos braços unem-se num abraço único, daqueles em que os corações ficam frente a frente, coladinhos a bater felizes. Lentamente os meus olhos sentem a urgência de se encontrar com os teus. Haverá algo mais bonito? Não me canso de me perder nessas vagas de mar verde. Cada onda traz uma história, cada feixe de luz emana o teu brilho, de cada pestana salta um traço da tua personalidade. Podia passar o resto da minha vida assim, a olhar para ti, a ver o meu reflexo pequenino, dentro dos teus olhos. E nesse instante, os nossos lábios sussurram um pelo outro, há um calor na tua boca que só se acalma com a frescura da minha e, entregamo-nos num beijo interminável de doçura e amor. Tiras de trás das costas uma rosa vermelha que trazias escondida, deslizas as suas pétalas pelo meu sorriso feliz e fazes-me corar, entrelaças os teus dedos nos meus e convidas-me para ir contigo. Aceito a transbordar de felicidade esse convite para viajar na Vida de mãos dadas contigo.

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Favoritos