Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

As Time Goes By

por aspalavrasnuncatedirei, em 12.02.15

Capturar.PNG

 

Deito-me na cama sorrateiramente. Tento não fazer barulho para não te acordar, afinal a última coisa que quero é que saibas que são 3h45 da manhã, que já tomei um banho para tirar do corpo o cheiro a tabaco, a álcool, a perfume de outra mulher e a sexo. Fecho os olhos preparo-me para o descanso do guerreiro. Em flash passam à minha frente as imagens das últimas horas: Jantar de trabalho, conversas chatas, homens patéticos que têm a mania que sabem tudo, mulheres ainda mais patéticas mas que têm corpos com hormonas a fervilhar. Há já algumas semanas que cortejava a Inês, conheci-a por intermédio de um amigo comum. É bonita, fresca, enxuta, tem 30 anos acabadinhos de fazer mas uma fragilidade de quem não sabe muito bem o que quer da vida. Ainda acredita que o ex namorado vai voltar, ainda não percebeu que já passou à história, mas enquanto ele não volta e ela não se mentaliza disso, fica vulnerável a qualquer canção do bandido, bem cantada, e nessa arte, a minha melodia é exímia. Ela também gostou de mim logo na primeira troca de olhares. Claro que, segurar-lhe na mão e deslisar os meus dedos suavemente na pele dela para ver as horas no seu relógio, ou ainda tocar-lhe no lóbulo da orelha para lhe admirar os brincos, também ajudou. As mulheres são todas iguais, derretem-se com estas tretas. E eu tenho anos e anos de aplicações bem-sucedidas, com táticas infalíveis que sempre me levaram ao sucesso. 4H23m - Dormes serenamente, no teu rosto, a serenidade que reconheço. Afasto lentamente o lençol para te desvendar o corpo. És linda, continuas linda mesmo com o passar dos anos, mesmo depois dos nossos filhos terem nascido, mesmo depois de tanto tempo de vida em comum. Aproximo-me de ti para te sentir o calor. Deposito o meu rosto, onde a barba já pica, no teu ombro. Que mistério é esse que escondes em cada poro? Cheiras sempre tão bem, a tua pele é tão macia. Aproximo-me ainda mais, deixo que o meu corpo fique colado ao teu. O sono não vem mas vêm à minha memória os corpos das mulheres a quem me dei. As baixas, as altas, as morenas, as louras, as gordinhas, as esqueléticas, as tábuas-rasas, as avantajadas…O que eu gosto de um corpo feminino. Como me fascinam as suas curvas, as suas texturas, os seus odores, os seus gostos. Às vezes vejo-me como uma espécie de cientista, gosto de estudar o corpo humano, feminino obviamente, não vou publicar os resultados da minha pesquisa na Science, mas dá-me um gozo tremendo olhar para trás e lembrar-me do tudo o que já fiz, de tudo o que vivi. 5:03m - Ao meu lado respiras profundamente e, inconscientemente também, te aninhas em mim. Há qualquer coisa em ti que te faz diferente de todas as outras, mas ainda assim, não tem o poder de te tornar única. Não me interpretes mal, eu amo-te, tu sabes que sim. Foste a mulher que escolhi para casar, para ser mãe dos meus filhos, para envelhecer ao meu lado. Todos os dias quando coloco a aliança no dedo, faço-o com a convicção que te continuo a escolher: na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, todos os dias da nossa vida. Mas…e há sempre um mas…eu preciso de caçar, talvez seja um instinto primário ou primitivo do Homem, mas este desejo de conquista, de nos fazer caçar a carne que comemos, este jogo de gato e rato, esta brincadeira de predador e presa é algo que me alimenta de uma forma inexplicável. 6:11m - O meu amor é-te fiel. Por ti faria qualquer coisa, nunca te menti. Omitir não é o mesmo que mentir. Se tu soubesses de todas as mulheres que cortejei, seduzi e me envolvi ficarias devastada, jamais perdoarias uma traição. Ou melhor, até perdoarias porque está na tua essência de boa pessoa, mas jamais esquecerias. Não conseguirias viver com a imagem de uma outra mulher a ser tocada por mim, acariciada por mim, a boca dela na minha boca, o meu corpo dentro do seu. E eu não conseguiria viver com a tua transformação: os teus olhos perderiam o brilho sempre que eu surgisse, os teus braços ficariam cada vez mais flácidos sempre que me abraçasses, os teus beijos perderiam lentamente o mel, o teu corpo, esse meu santuário, fechar-se-ia para que eu não o profanasse. O teu amor…extinguir-se-ia. 6h56m – dentro de alguns minutos o despertador vai tocar. Tapo-me o melhor que posso, senti um arrepio só de pensar que te posso perder. Coloco o meu braço por cima de ti, para que logo ao acordares te sintas protegida, amada e para te relembrar que te pertenço, que o meu amor é teu. Beijo-te ternamente os olhos e prometo-me, outra vez, que nunca mais te volto a trair.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Favoritos