Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

Chuva Púrpura

por aspalavrasnuncatedirei, em 11.04.07

 

judi.jpg

                                                                                                                                          Imagem: Judi

Nunca tive qualquer intenção de te magoar. Nunca quis infligir-te nenhuma dor. O que realmente quis foi ver-te sorrir! Sorrir, de preferência, debaixo da Chuva Púrpura. Sabes que adoro chuva e, curiosamente nos dias importantes das nossas vidas esteve sempre a chover. Lembras-te? No nosso primeiro encontro chovia torrencialmente, apesar de estarmos tão perto do Verão. Disseste que o dia estava triste e que era um mau presságio no início da nossa história de amor. Eu sorri. Disse-te que o Céu nos estava a abençoar. Disse-te que a chuva era purificadora de todos os nossos pecados. Esta foi sempre a nossa perspectiva perante as coisas – tu, pessimista, vês a escuridão em todo o lado e eu, optimista, só consigo ver a luz… Como é que te transformaste nessa pessoa tão triste? Quem é que te ensinou a ver em tudo um fim, em vez de um recomeço? Adorava ver o teu corpo molhado, a camisa colada ao corpo marcada pela Chuva Púrpura. Nunca quis ser um amor de fim-de-semana. Quis apenas ser um amigo. O teu melhor amigo. Nunca quis roubar-te de nada, nem de ninguém. O tempo vai passando, nós vamos mudando e está na hora de conquistarmos uma vida nova. Isto é um conselho especial, significa que se queres ser líder e comandar a tua vida, tens que lhe tomar as rédeas. Mas não me parece que estejas no teu caminho, não me parece que consigas tomar decisão alguma. Por isso, aqui estou. Para te guiar. Já chega de deambular numa estrada poeirenta, com trilhos enganosos, que não é a tua, e que por isso, não te vai conduzir a lado nenhum. Deixa-me guiar-te, orientar a tua mente, o teu corpo… Tudo o que sempre quis foi ver-te feliz, a dançar de corpo molhado, debaixo da Chuva Púrpura. Tudo o que sempre quis… foste TU.

 

 

Texto inspirado no tema de Prince - Purple Rain

 

 


Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Favoritos