Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

aspalavrasnuncatedirei

Há palavras que nunca chegam ao destino...fazem uma longa e amarga travessia pela solidão dos sentidos e morrem na escrita destas crónicas.

Reach Me...

por aspalavrasnuncatedirei, em 09.04.07

 

 

                                                                                                                         Honda Deauville

    

Podes alcançar-me como um Motard louco, disfarçado de cabedal e capacete, a 250 kms/hora, queimando a borracha dos pneus no asfalto com a pressa de me abraçar. Podes vir até mim de Comboio, num Alfa Pendular de preferência, assim ver-me-ás mais depressa, mas também podes vir de Regional, devagarinho, lentamente, fazendo crescer o desejo de voltarmos a estar juntos. Podes vir de Avião, e trazeres nos bolsos um bocadinho de nuvens, de arco-íris e uns pinguinhos de chuva. Podes chegar numa Autocaravana, atravessar o deserto solitário e poeirento como um árabe escondido por mantos brancos… Não me importa como vais aqui chegar, mas vem até mim… se puderes. Podes vir de Barco, numa caravela de explorador igual àquela onde os nossos antepassados descobriram o mundo, ou num veleiro onde sempre desejámos assistir ao pôr-do-sol. Podes pular de árvore em árvore, como o lendário Tarzan, porque eu, Jane, estou perdida na selva no meio de tantos bichos e não sei como me libertar. Podes entrar num Trenó, tapado com uma manta de xadrez, neste dia frio, e vires directamente para os meus braços…Não me importa o que fazes para aqui chegar, apenas vem depressa… se puderes. Podes entrar Surfando na minha vida, como um adolescente de caracóis oxigenados, cara bexigosa e calças pelos fundilhos. Podes chegar num Tapete Mágico e ser o meu Aladino, raptares esta tua princesa Jasmine, para uma viagem sem Jafars neste céu estrelado, libertando-me deste palácio oriental de torres altas e redondas. Podes até chegar num grande Balão, como aquele meu balão, azul, vermelho e branco, coloca-me no cesto e eleva o meu espírito para lá do céu azul… Não me importa, como vais aqui chegar, só me importa que preciso de ti. Aqui e agora. Existem tantas montanhas e vales entre nós, estão sempre presentes tantos obstáculos. Por isso podes chegar até mim como um Houdini, apenas com o poder da tua mente. Talvez esta seja a maneira mais fácil, o caminho mais certo…fecha os olhos. Pensa em mim. A mente é o mais poderoso meio de transporte, leva-nos a todos os lugares, reais e imaginários, leva-nos até às pessoas que amamos, faz-nos reviver momentos passados e projecta-nos para os momentos que desejamos futuros.

 
 Inspirado no tema Get Here de Oleta Adams

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D

Favoritos